Por Vânia Marincek

O início do ano letivo traz consigo muitas mudanças para as crianças. Mesmo
quando a Escola é a mesma, muita coisa muda de um ano para o outro:
materiais, espaço, professores especialistas e, especialmente, as exigências.
Esse é um período de adaptação que as crianças enfrentam de diferentes formas.
Umas passam a ignorar a professora do ano anterior, talvez como forma de
“castigá-la por tê-los abandonado”; outras ficam mais sensíveis e choram a toa,
ou mais briguentas; outras ainda, se esforçam por se adaptar o mais rápido
possível.
O fato é que as mudanças existem, especialmente à medida que as crianças vão
crescendo e podendo dar conta de maiores responsabilidades. As exigências
aumentam e muitas vezes são sentidas pelas crianças, que expressam o que
estão conseguindo captar dessas mudanças com afirmações do tipo “Essa
professora é mais chata”, “No ano passado era muito melhor porque tinha mais
parque”, “Na outra classe a gente fazia diferente”.
Impressões que se transformam com facilidade já no primeiro mês de aula. Em
sala, quando esses comentários aparecem deixamos que as crianças falem o
que estão sentindo e vamos ajudando a localizar os incômodos das novas
solicitações da nova série. Com isso, estamos ajudando os alunos a
progressivamente passarem a olhar para seu processo de aprendizagem de
forma mais autônoma.

Escola da Vila – Julho de 2010

Leave a Comment